POEMINHAS PARA A ROSA   Leave a comment

O Violinista Verde de Chagall


 

I

 

 

Esta manhã morreu uma Rosa.

– Mas não te aflijas, Pequenina:

 

Nos reencontraremos esta noite

Num adagio de Vivaldi

Que um violinista sem nariz

Há de tocar.

 

19/12/10

 

 

 

 

 

Anúncios

Posted Dezembro 19, 2010 by samanthamedina in Poemas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: